22/11/2018 Mercado

Casa dos sonhos

imagem da notícia

Quem olha por fora nem pode imaginar a transformação pela qual passaram as casas geminadas do empreendimento Terrara, no Jardim Carvalho, em Porto Alegre. Depois de muito procurar, a arquiteta Juliana Moura encontrou no condomínio horizontal o local ideal para tirar do papel o sonho de morar com as duas filhas e o marido e ter seu escritório no mesmo CEP. “É um projeto de vida que desejava desde que me formei: trabalhar em casa, mas de forma independente, sem que os clientes passassem por dentro da ala residencial”, detalha.

Para chegar ao resultado esperado, a arquiteta contou com o trabalho da equipe do Personal System, da Melnick Even, para customizar a planta e atender a todas as suas necessidades. O serviço possibilita aos clientes personalizar seus imóveis quando eles ainda se encontram na fase de obras, assegurando economia de tempo e dinheiro, mão de obra qualificada e as garantias da empresa. Uma das mudanças estruturais mais significativas do projeto no Terrara foi a retirada da parede que dividia as casas. Além dessa, foram realizadas a troca da escada de madeira por uma de concreto, acréscimo de banheira em um espaço não previsto, espera para aspiração central nos pavimentos e uma intervenção maior em todos os andares para a futura instalação de um elevador que conectará o hall da unidade 3 até o escritório de Juliana, no terceiro piso. “Adaptar o volume do elevador sem descaracterizar a fachada em relação aos demais imóveis do condomínio foi nosso maior desafio”, aponta a coordenadora do Personal System, arquiteta Karine Hoffmann.  

Com a unificação das unidades, Juliana pôde montar seu escritório em um ambiente com 50 m² e ampla janela que permite trazer a natureza para dentro do espaço. Foi possível também transformar os seis quartos em quatro suítes maiores, uma para cada filha (de 4 e 2 anos), uma para o casal e outra para as visitas. “Meu quarto virou uma suíte master, com closet fechado e uma verdadeira sala de banho, com banheira, piso aquecido e revestimento de silestone”, descreve Juliana.

A infraestrutura para o lazer das crianças e a segurança do condomínio fechado foram outros fatores que pesaram na decisão da família pelo Terrara, assim como o fato da casa ter um pátio grande, que futuramente deve ganhar pergolado e piscina. “Como esse é um projeto de longo prazo, é um lugar onde quero ficar para sempre. A decoração foi toda pensada para ser atemporal e ter a cara de todos nós”, comenta Juliana. Em um estilo que mescla o clássico e o contemporâneo, a residência tem piso de mármore no térreo, onde fica a área de convivência. Já móveis soltos com marcenaria moderna, tapetes persas e painéis laqueados foram escolhidos para compor o seu escritório.

Juliana conta ainda que achou mais difícil projetar para si mesma e para sua família, tomando decisões em conjunto com o marido, do que para os outros. Já Karine aponta que quando o cliente é arquiteto também agiliza o processo e o entendimento da proposta. “Com certeza, é um grande facilitador”, sentencia a coordenadora do Personal System. Ela aponta também que, pela complexidade das alterações, a equipe conseguiu em parceria com a arquiteta um ótimo relacionamento durante a personalização.

“O trabalho com o pessoal do Personal System foi supertranquilo. Eles foram nota mil, abraçando as ideias que queria colocar em prática.” Juliana Moura, Arquiteta

 

Fonte: Melnick Even Magazine – Interna Projetos Editoriais
Fotos: Jonas Adriano